Calças Coloridas

Essa é outra peça, no mínimo, polêmica: calças coloridas.

Antes de fechar essa página sem ler: NÃO, eu não gosto de algumas bandas que usam calças coloridas – nem preciso citar nomes – e esse post não tem nada a ver com essas bandas.

O maravilhoso surgimento das calças coloridas foi nos anos 80. Com certeza você já ouviu sua mãe ou tia dizendo “eu tinha uma dessa cor” ou para as mais ousadas “eu tinha de todas as cores quando era mais nova!”. Verdade.

A gama de cores dessas calças passou por diversas mudanças, cada uma ligada a sua época e estação.

Como qualquer item polêmico, existem pessoas que amam e pessoas que odeiam. O importante é você usar porque gosta, não porque está na moda ou porque até famosos estão aderindo. Como é uma peça muito marcante e chamativa, a opção é sua.

Ok, como as calças cobrem uma área que vai, geralmente, do seu umbigo até tornozelos, o ideal seria que essa parte do corpo fosse seu “ponto alto”, já que um jeans vermelho sangue ou laranja neon com certeza vai fazer todos te olharem. Mas, NÃO é regra. Use se você se sentir bem com elas! Eu sou um exemplo de tipo físico que, teoricamente, não poderia sonhar com calças coloridas, por outro lado, tenho uma louca paixão por elas.

“Ok, comprei minha calça colorida, mas com o que eu uso? Com uma blusa da mesma cor que ela?”

NÃÃÃÃÃÃÃO!!!!!! Quando for comprar a sua, compre junto algumas blusas de cores neutras, como preto, branco ou cinza. O que calçar depende do seu estilo, mas se quiser que a calça seja o centro das atenções, aposte nos calçados de cores neutras também.

Ah, se você estiver passeando feliz e contente pela rua e se deparar com uma pessoa do sexo masculino trajando uma dessas belezinhas… Não se assuste! Ele não roubou da mãe, irmã, prima ou vizinha! Existem sim, modelos masculinos de calças coloridas!

Aqui vão fotos de famosos e suas calças coloridas:

E alguns modelos diferentes:

Onde encontrar: Zara, C&A, Renner, etc. Posso dar 100% de certeza de que as Lojas Renner têm uma ótima variedade de cores, bom material e preço super acessível. Mas corra! Elas mal são colocadas nas araras e já acabam! Experiência própria.

Opções não faltam, basta escolher. Você encara?

Bold Lips

No quesito maquiagem, o hit da estação é o cremoso e lindíssimo batom da MAC: Snob. Provavelmente você já tenha visto por aí um tom pastel rosado em lábios alheios e ficou se perguntando onde encontrar um batom assim. Snob não passa despercebido e muito menos sem despertar desejo. E caso você tenha ido ainda mais longe e procurado por ele em lojas da MAC, deve ter descoberto a facada pequena fortuna que esse tubinho custa. Mesmo assim, todo novo lote está sendo esgotado com rapidez! E é por conta disso que trago outras alternativas para satisfazer o espírito capitalista que todos possuímos sem afetar tanto nossos bolsos (:

Este é o tão desejado Snob da MAC, que custa por volta de R$70,00 (pra mais!) Cobertura impecável, alta durabilidade e cor incrível. Se você é daquelas que joga fora um batom só quando este perde a validade, saiba que com o Snob não fará o mesmo. Por causa de sua textura cremosa e por exigir mais de uma camada para atingir essa cor, ele não vai passar de algumas semanas com um uso regular.

E agora apresento para vocês genéricos (vulgo, “primos pobres”) do desejo momentâneo de todas:

Power, da NYX. Particularmente adoro essa marca. Alta qualidade e preços razoáveis. No caso deste batom, já vi pra vender entre R$11,00 e R$15,00!

Lilac Opaco da Audrei Casatti. Ok, vocês devem estar pensando “Que marca é essa?” Bom, é como uma Big Universo no mundo da maquiagem: ninguém nunca tinha ouvido falar até aparecer com produtos que nenhuma outra marca ao nosso alcance oferece. Não só a Audrei Casatti tem uma cor parecida com o Snob, como também conta com cores nada convencionais mas igualmente lindas e com tudo para se tornarem moda em breve. Na mesma faixa de preço que a NYX, essa é minha segunda sugestão a vocês que sonham com o quase inatingível batom da MAC.

Espero que tenham gostado do post e caso queiram mais dicas sobre as marcas citadas, lugares para encontrá-las e afins, só deixar um comentário que respondo para vocês! Já aviso que eu própria não possuo nenhum dos três batons citados, mas pretendo adquirir um de cada marca “genérica” em breve, aí conto um pouco mais para vocês (:

Patty Bastos

Poupée Girl

Você sabe o que é Poupée Girl? Se não, você não sabe o que está perdendo.

Pupe, como é carinhosamente chamado, é o jogo que todo fashion addicted adora. Você quer simplesmente morrer para ter aquelas roupas.

Tudo começa quando você cria sua personagem. O “objetivo” do jogo (que não tem fim e nem ganhadores) é juntar dinheirinho, conhecido como ribbon, para comprar roupinhas e deixar sua Pupe sempre linda! Tá, parece simples e até um pouco bobo, mas quando você começar a jogar, vai se flagrar juntando ribbons desesperadamente para comprar determinada roupa. E é mesmo desesperadamente.

Como nem tudo são rosas, existem os items da Jewel Area, que são comprados com dinheiro de verdade. Eles são muuuito lindos, mas devo dizer que vivo feliz sem eles, até porque -não se esqueça!- eles são para a sua Pupe, não para você.

Uma das coisas mais legais do jogo é que a roupas são maravilhosa e perfeitamente desenhadas. Tem detalhes que você não imagina que possam ser feitos em programas de design gráfico! Aqui vai um exemplo: reparem nas rendas e babados

Outra coisa legal do Pupe, é que você pode postar items do seu guarda roupa, como roupas, brincos e etc. Suas amigas podem comentar e dar Suteki (quando você adora o item) e com isso todos ficam felizes e ganham ribbons.

Ah! A sua Pupe é mesmo uma fashion addicted! O site está sempre atualizado com peças fresquinhas do mundo da moda para você comprar e ser feliz. Existem eventos para entrada de estação, datas comemorativas e alguns aleatórios. E existem peças reais que viraram roupas no Pupe! Olhem a bota da Lady Gaga aqui:

Tem muuuuito mais coisas que podem ser ditas sobre o maravilhoso mundo das Pupes, onde (quase) todas são lindas e podem comprar roupas linda e as vezes até de marca, mas não posso estender esse post.

Espero que tenham gostado!

Aqui vai o link e um scan da minha Pupe com o look “Quero que o evento de Halloween chegue logo”!

http://pupe.ameba.jp/profile/6UMiMOkzL37e/

Por Laura Barros

Cabelos Brancos

Este é meu primeiro post no blog e não sei como me apresentar. Então é só vocês clicarem no “Quem?” aí em cima, sou a segunda fotinho (: Agora vamos ao post, porque fora o que está escrito lá não precisam saber mais nada de mim.

Hoje falo sobre cabelos! Sim, já está explícito no título, então vamos começar. Não vim dar dicas de como cobrir a idade explícita nas madeixas, mas de como atingir o extremo da descoloração em casa. No começo do ano resolvi descolorir o cabelo inicialmente para ficar com um loiro claríssimo. Atenção, se você está com a mesma idéia na cabeça, cuidado. Quando perceber já estará usando máscaras para cabelos grisalhos e em qualquer foto sua tirada com flash você encontrará fios amarelados. Isso é um vício, já aviso! Então tudo começou com uma vontadezinha de ficar loira que se tornou uma necessidade de conseguir chegar ao branco total. Vou pular minha falta de experiência de início para ensinar como fazer direito.

Você vai precisar de:

– Pó descolorante (de preferência o azul)

– Água oxigenada 30 ou 40 volumes

– Um potinho de plástico para misturar ambos

– Luvas

– Pincel de cabeleireiro

– Máscara (descolorante é forte, aconselho!)

– Creme de hidratação branco

– Violeta Genciana

Agora vamos às explicações. A escolha do descolorante vai de cada um. O ideal é um Platinium da L’oreal ou da Alfaparf que são de qualidade superior, mas nunca os encontrei para vender. Testei o da Amend e da Wella, mas o primeiro não teve um efeito tão satisfatório e o segundo foi desastroso. Deixou meus cabelos incrivelmente amarelados e ainda por cima elásticos. O descolorante que melhor se comportou no meu cabelo foi o da Yamá. Marca baratinha, descolore bastante e rápido, fora que – pasmem! – deixa meus cabelos macios. Aconselho a você que está decidindo descolorir em casa testar mais de um para ver qual age melhor. Para cada medida de pó descolorante, duas de água oxigenada. Isso está escrito no próprio pacotinho, é só ler tudo com atenção (:

Ah, sobre a água oxigenada. De preferência opte pela mesma marca do pó descolorante, mas isso nem sempre é possível. Você vai encontrar de 10, 20, 30 e até 40 volumes. Como no caso dessa descoloração você vai querer abrir o máximo de tons possíveis, aconselho usar a de 30 volumes. Muita gente usa de 40, e isso vai da sua escolha. Mas a de 40 resseca mais o cabelo e não abre mais tons que a de 30, apenas age mais rápido. E falando em tempo, nunca deixe o descolorante agir na sua cabeça por mais de 30 minutos. Não só ressecará mais o cabelo deixando-o com um aspecto feio, como corre o risco de cair. É sério. O meu nunca caiu, mas vou mais para frente dar umas dicas para evitar que isso aconteça.

Ok, procedimento. Aconselho que arranje alguém para te ajudar no processo todo, porque o ideal é que aplique o descolorante em todas as áreas que desejar no espaço de 6 minutos antes de começar a contar o tempo de ação. Para começar, separa o cabelo em 4 partes ou mais, conforme achar melhor para trabalhar. Passe um protetor de pele na testa, pescoço, orelhas e também na cabeça, vai se lembrar desse conselho se optar por não passar nada. Ok, eu nunca passei nada, mas depois tive que aguentar a coceira + ardor. Ah, é importante perceber também se vier a ter alergia ao descolorante. Aborte a missão no mesmo instante! Outro conselho que dou para facilitar o processo e ainda proteger a pele é comprar uma toca de silicone com furinhos. Assim você puxa os fios sem se esquecer de nenhum e separa-os para a descoloração mais facilmente. Tá, você está com uma toca e a cabeça já coberta com descolorante. Hora de sentar para assistir CSI enquanto espera dar 30 minutos? Nããããão. Você vai ficar de frente para o espelho. Pode sair para comer um pedaço de bolo, mas só isso. O descolorante é meio imprevisível, por tanto você deve ficar sempre de olho. Se tiver o cabelo muito escuro, digo para acelerar o processo com papel alumínio (opção mais barata =P) ou papel laminado (ideal!). Preste também atenção que descolorante tem limite. Está com ele na cabeça por 15 minutos e uma mecha está amarelo-ovo. Passaram-se mais 7 minutos e ela continua do mesmo tom? Pode enxaguar os cabelos que ela não ficará mais clara nos próximos 10 minutos. Para chegar no branco, é provável que seja necessário mais de uma descoloração.

Eu sei o quanto é desesperador um amarelo-ovo nos cabelos, mas você terá que aguentar pelo menos 15 dias para a próxima descoloração. Nesse meio tempo, faça uso de cremes reconstrutores e shampoos adequados. Preste atenção que falei de reconstrução e não hidratação. Darei dicas de alguns deles em outro post. Chegou o dia da sua próxima descoloração e – yay! – eles atingiram um tom claríssimo de amarelo! Sim, eles ainda estão amarelos, mas é aqui que entra a mágica. Você foi na farmácia e comprou um vidrinho de Violeta Genciana. Não sabe bem porque comprou um remédio, mas o fez após ler esse blog. Então vamos falar um pouco de cores: já ouviu falar em cores complementares? Onde misturadas uma “anula” a outra? Pois bem, a cor complementar do amarelo é o roxo. E que cor tem esse líquido que acaba de comprar? É, disse que era mágico. Mas há duas coisas que deve saber sobre VG: ela contém álcool, o que danifica os cabelos, e portanto é bom colocar parte do vidrinho em banho maria para torná-lo menos agressivo aos fios. Minha preguiça para fazer isso resultou em cabelos elásticos. E a outra coisa que precisa saber sobre essa solução roxa é que ela mancha. Seja roupa, pele, cabelos ou até unhas. Por isso procure usar luvas ao realizar o que vem a seguir. Você enxagua os cabelos descoloridos e eles estão levemente amarelados. Então com os cabelos molhados você vai misturar umas gotinhas (bem pouco mesmo!) de Violeta Genciana num creme qualquer que tiver em casa, contanto que ele seja branco. O creme vai ficar roxo. Não lilás, mas roxo. Você vai aplicar com cuidado mas de forma rápida nos cabelos e não sair da frente do espelho. Isso pode demorar 3 minutos apenas, então é bom estar atenta! O amarelado vai começar a adquirir um tom prateado, e se passar um pouco mais ficará lilás. Se ficar lilás, não se preocupe. Nada que um shampoo anti-resíduos não tire em uma lavagem apenas.

Este post já está maior do que esperava, então vou logo para algumas fotos minhas e uns últimos conselhos.


1 – Meu cabelo antes da descoloração.
2 – Depois da primeira descoloração completa + VG. Algumas mechas já tinha sido descoloridas antes.
3 – Pós aplicação de tinta Loiro claríssimo (10.1 se não me engano) para tentar uniformizar a cor.
4 – Cabelo visivelmente manchado após reconstrução capilar.
5 – Nova aplicação de VG, cabelo levemente prateado e franja lilás =P (a foto está pequena, mas no tamanho original dá pra ver bem)
6 – Outra descoloração no cabelo todo depois de pouco mais de um mês sem descolorir.

O cabelo amarela com facilidade, por isso é imprescindível o uso de shampoos e máscaras desamareladoras. Por fim, cabelos brancos:


Coloquei até flash para tirar a foto da esquerda. É só então que tive a prova de que estavam de fato brancos ❤
Por sinal, pintei na sexta passada, deixando meu vício de cabelos de vovó para trás. Não que tenha me desapaixonado, mas a manutenção de cabelos brancos é meio carinha e trabalhosa demais para mim no momento.

Espero que esse post tenha ajudado e esclarecido algumas dúvidas. Qualquer coisa, só deixar um comentário perguntando que eu respondo (: Uma última dica, não faça nada disso que acaba de ler se seus cabelos não estiverem completamente saudáveis ou se tiverem resíduos de alisamentos. É isso. Até semana que vem!

Patty Bastos

Beleza – Esmaltes Elke

Ok, a verdade é que eu sou maníaca por esmaltes. Não consigo entrar em uma farmácia ou perfumaria (se for a Ikesaki então!) sem conferir as novidades, é definitivamente mais forte do que eu!

Hoje, conto com uma coleçãozinha de 86 esmaltes, incluindo bases e fortificantes.

Grande parte deles é Colorama ou Risqué, mas tenho Big Universo, La Pougee, Petites, Ana Hickman, Sally Hansen, Dote, Hits, Lorena, Passe Nati, Avon e os meus preferidos: Impala.

Semana passada ganhei 4 esmaltes da marca Elke da minha sogra que, como teve 2 meninos, adora comprar coisas para mim. Conhecia a marca por suas maquiagens, a base líquida é ótima, fica a dica, mas nunca tinha usado os esmaltes.

Aqui vai uma foto das cores que ganhei e dos produtos que uso. Um é da Risqué, reestruturador e o outro é o óleo secante da Avon.

Hoje, experimentei o “Flor de Pitanga”, o terceiro da esquerda para a direita. Claro que a foto não mostra a cor real, mas é um vermelho alaranjado muito bonito. E bem berrante. Essa marca tem os esmaltes cremosos e os cintilantes. Sendo esse cremoso, tem uma textura bem grossa e só precisei passar 2 camadas para cobrir bem as unhas. Como sou eu mesma que faço minhas unhas, nunca fica perfeito, mas aqui vai a foto:


Resultado: gostei das cores, gostei da textura dos cremosos e achei fácil de deixar uma camada uniforme. Aprovado!

Por Laura Barros

Clogs

Como disse minha mãe ao ver uma modelo usando clog: “nossa, isso está na moda?! Eu tinha vários quando era da sua idade!”. E é verdade: o auge dos clogs foi em 1970/80 e era usado por homens e mulheres.

Antigamente, os clogs eram usados como meio de proteção por pessoas que trabalhavam em fábricas, minas e fazendas, graças a seus solados fortes e grossos, que impediam o contato da pele com o chão. Como é um tamanco, sua principal característica é ter solado de madeira, independentemente da altura. Pode ser fechado como um sapato ou aberto como uma sandália. Em 2010 os clogs voltaram a aprecer nos desfiles de primavera/verão da Chanel e Louis Vuitton.

Mas a questão é: “Clog: amigo ou inimigo?”. Isso depende de cada um. Existem pessoas que amam e já compraram vários, e pessoas que acham a coisa mais horrorosa do mundo. Se você gosta, use.  Se não gosta, não use, simples.

Para quem gosta: como eles tem um ar pesado, use-o com peças mais leves. Estampas florais, babadinhos e saias rodadas são mais do que permitidas! Se você é fiel as calças jeans, use com as de boca estreita, tipo skinny, e que não sejam muito decoradas. Menos é mais!

Aqui vão algumas imagens de clogs e de looks para vocês!

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Clog_(shoe) e http://justlia.mtv.uol.com.br/

Novo começo

Como todo dono de blog: odeio escrever o primeiro post. É quando todas as idéias fogem e você fica parado, olhando para seu teclado. É bem assim mesmo.

Bom, percebi que a maioria das pessoas fica confusa na hora de escolher sua roupa e acaba optando pelo básico, formando looks de uma ou duas cores no máximo. E esse é um dos motivos pelo qual criei esse blog! Para postar novidades sobre moda, acessórios, dicas de beleza e tudo mais!

Por isso, abram seus guarda-roupas, sapateiras ou baús e abandonem os looks de duas cores e corra para conferir as novidades do Laço de Renda!

Obrigada pela visita!